segunda-feira, 28 de setembro de 2009

Pontos de Luz

Este post é para as pessoas que (como eu, Vanessa) não entendem muito bem como são feitas as coisas em uma obra.

Primeiramente tenho que explicar que até vir morar em Brasília (em 2005) eu nunca tinha visto uma parede de gesso acartonado ou um forro de gesso. Lá na minha terra (em Balneário Camboriú, SC) o forro é de madeira em casas de madeira ou se usa "laje" em casas de alvenaria. Claro que imagino que exista forro de gesso por lá, mas definitivamente este tipo de material não havia "se apresentado a mim" até então.

Dito isto, vou explicar como foram feitos os pontos de luz na nossa casa:

- Pontos (caixas) de luz foram deixados nas lajes, obedecendo ao Projeto de Instalações (do engenheiro);
- A partir destes pontos os fios são distribuídos pelo cômodo, de acordo com o Projeto Luminotécnico (da arquiteta). Vide fotos abaixo.

Os próximos passos são:
- Colocação do forro de gesso;
- Recorte dos "buracos" no gesso, para a instalação das luminárias indicadas; e
- Pronto! Nossa casa vai ficar lindamente iluminada...

Explicação das fotos: os fios saem do ponto de luz do cômodo e são distribuídos (por dentro dos conduites) para os pontos corretos:


PS: Tive um problema com as instalações elétricas da casa: quando chegou na hora de colocar as caixinhas dos interruptores e tomadas, o pessoal seguiu o Projeto de Instalações (do engenheiro), já que o Projeto de arquitetura correspondente ainda não estava finalizado. Resultado: estamos quebrando um monte de coisas na parede para corrigir local dos pontos, aumentar o número dos pontos ou até mesmo diminuí-los.

Fica a dica: só faça mesmo a "coisa" quando souber que a "coisa" não mudará mais.

Comentário sobre a dica: isto de "não mudar" acontece em uma obra?? hehehe

2 comentários:

Paulinha e Fabiano disse...

Oi!!!
Também estamos nessa bagunça de obra!!!
Que loucura, não? Tudo para ter o tão sonhado lar-doce-lar!
Passa lá pra conhecer! Estamos colocando um link do seu blog lá, ok?
Abraços!
Reformando Nosso Apê

Elizabeth Maia disse...

Oi Vanessa! Eu também sou doida pra construir meu próprio lar... com a minha cara... mas meu marido, nessas horas, concorda que sou doida mesmo. Ele FOGE da idéia de construir. hehehe Boa sorte pra vc. Te favoritei no meu blog. Bjins